Página Principal | Roteiro | Artigos | Fotos | Contato                                 

 

 

 

Os incas: Surgimento de uma nova nação

Não sabemos ao certo como começou a civilização Inca, a falta de documentos históricos que demonstrem como este povo dominou a região de Cuzco (umbigo do mundo) é um motivo de grande questionamento entre os historiadores. Os incas não possuíam sistema de escrita, apenas um sistema de cordões “Quipu” para calcular seus Lhamas e produtos agrícolas, por isto a reconstrução do passado desta civilização se faz muito complexa. Mesmo assim muitos relatos orais foram transmitidos e registrados pelos espanhóis após a invasão da região no século XVI (crônicas espanholas do século XVI).
Uma lenda que retrata a origem deste povo é a dos progenitores de estirpe inca, onde dois irmãos, Manco Cápac e Mama Ocllo, que também são um casal, algo comum em muitas culturas, para preservar a linhagem do sangue real ou “divino”, além do lago Titicaca para levar uma nova cultura aos territórios de Cuzco, eles são enviados pelo deus do sol Inti-viracocha, no caso o pai destes heróis ou colonizadores (a lenda ocorre por volta de 1200 a.c.).
Isto nos faz refletir como é frequente a chegada de novos povos que trazem uma nova cultura para sobrepor sobre as civilizações anteriores. Não só em nosso episódio na América, mas nas próprias lendas nativas ou na História é frequente a dominação de um povo sobre outro. Muitas vezes essa dominação é demonstrada de forma passiva, como nesta lenda, visto que os irmãos são bem recebidos, ou agressiva, como no caso da colonização da América. O que devemos pensar é o porquê é tão difícil aceitar o outro ao invés de se sobrepor a ele.
Desta forma, através da História iremos discutir desde as mais peculiares curiosidades do mundo Inca, passando pelo entendimento de sua estrutura política e socioeconômica, até a chegada dos europeus nas regiões andinas com o objetivo de discutir o quanto uma civilização pode ser rica em todos os aspectos e mesmo assim ser submetida a um domínio hegemônico, autenticando a afirmação de que “tudo o que é sólido se desmancha no ar”, legitimando a ideia de que na História, nada é imutável, tudo pode ser transformado.

 

Allan Santana e Jonatan Tostes Carneiro (Maio/2011)

Machu Picchu

 

 

 

Quipu Inca: Eles contavam através dos nós.

Expedição Odisseia no Mundo Inca

Realização:

Centro de Pesquisas Odisseia

www.cpodisseia.com